seis meses depois do avc

 seis meses depois de ter sofrido um AVC  isquêmico em julho de 2016 , muita fisioterapia, fono , ainda procuro me recuperar do que passei . hoje só faço fisioterapia para a mão esquerda que perdi a força e movimentos , há quem  tenha  me dito assim ,  pra que mão esquerda ??? eu não faço nada com a minha,  mas a gente não tem noção do quanto faz falta pra tudo na vida , pra colocar a roupa , tomar banho,  se secar , puxar a calcinha, ir ao banheiro As coisas caem da mão, quebrei muita louça , queimei as mãos tentanto cozinhar ,  não conseguia colocar um brinco na orelha e  eu sou vaidosa, me arrumo, saio de casa arrumadinha, tenho vaidade, me pinto, uso brinco corrente, anel , relógio, pulseira,  não consigo ser largada. minhas filhas foram  fundamentais em minha vida nesses meses, pois me arrumavam,  não me deixaram sair desengonçada na rua  nunca, até pq elas puxaram por mim, se arrumam, são vaidosas e arrumadinhas tb . mas ouço frequentemente na rua,  como vc está bem, dá graças a deus que tá viva, é claro que eu agradeço a deus estar viva  e sem maiores sequelas , mas não dá pra esquecer assim do nada as dificuldades que ficaram,  mas  estar viva pra mim, tem que ser para ter sonhos,  ser feliz, me realizar ,  fazer o que amo,  não consigo aceitar as dificuldades que ficaram, me coloca pra baixo  não ser mais  ágil rápida , como sempre fui ,  quero  costurar  pq era meu lazer  minha terapia ,  eu vendia e ainda  ganhava com meu lazer , preciso voltar , não há garantias de que  minha mão volte a ter os movimentos  como antes,  
e o que me faz não desistir ?? quero ver minha neta crescer , virar menina, passear conosco, viajar , sempre sonhei com isso,  então preciso viver pra realizar isso,  já basta ter sonhado em fazer vestidinhos pra ela e não consegui. 
agora um alerta, cuidem-se , não desprezem a força as  mãos ,  até hoje me sinto cansada exausta   mesmo fazendo muito pouco. voltei a trabalhar semana passada somente pq preciso .se não nunca voltaria . é cansativo estressante  meu trabalho, exaustivo, 
nessse tempo muitas pessoas lindas me surpreenderam na  vida, muito apoio e carinho  de onde não imaginava, entretanto  outras   de quem esperava apoio ,  tive só descepções , como disse bem minha filha  que falou hoje a gente faz de tudo pra te colocar pra cima e vem uma que não sabe nada de nada e  te afunda  ...... , é isso ,  meu maior problema é aceitar as dificuldades que ficaram,  o fato de eu não ter mais a mesma agilidade  que antes , me deixa triste e deprimida, mas até o neurologista já falou que nunca se volta 100 % depois de sofrer um avc,  eu queria  voltar no tempo, seis meses atras , esse não é um post pra  me lamentar , é um post contando as dificuldades apenas , não interprete erroneamente por favor , 

ou me acostumo ,  me adapto , ou vou ser infeliz, que escolha ?????????????? pra me dizer alguma coisa e mudar estilo de vida é que  deve ter acontecido isso comigo né???? pra mim foi como se eu tivesse envelhecido uns vinte anos em seis meses ,  as dificuldades que eu imaginava ter aos setenta ,  vieram aos 55 . 



antes e depois de ter tido um AVC

INFELIZMENTE, vim atualizar o blog com uma noticia não tão boa para mim. Vim contar pra vcs que tive um AVC ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL , O POPULAR derrame cerebral como a maioria conhece aos 55 anos não sendo fumante. Isso aconteceu dia 26 de julho de madrugada. No dia anterior tive muita dor de cabeça e nada que tomasse passava as dores, senti tb a força da mão esquerda e senti tb que  enrolava a língua em algumas falas, mas minha pressão estava  controlada e se fosse ao plantão  teriam me mandado embora, mas  durante a madrugada meu marido me chamou e pediu se eu estava bem, falei q sim, logo depois minha filha tb levantou e perguntou, ai qdo eu respondi disseram que notaram  que eu falava enrolado e ai foi uma correria para o hospital. Na mesma hora fui no banheiro e senti que já tinha perdido os movimentos do lado esquerdo, sensação horrível. Fomos para o plantão dai para o cti e  quatro dias depois fui para o quarto. Voltei ao hospital dia 18 de agosto  numa quinta feira para uma cirurgia de desentupimento da  carótida direita que estava bem inflamada e obstruídas, por isso o  fluxo sanguíneo não chegava ao meu cérebro, se não operasse corria muito risco de ter outro avc com maiores sequelas e gravidade tb..  Me perguntam  muito pq isso aconteceu, eu ainda não fiz uma investigação mais profunda. Há indicios de que isso possa ser genético tbm. Por isso descartada a hipótese de ser somente pela obesidade, talvez pelo sedentarismo, stress, etc.
Related Posts with Thumbnails
Coisas da Bruxinha © Copyright 2012. Desenvolvido por Elaine Gaspareto